Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Fevereiro, 2009

Coordenadas de "Carnaval"

Com mais ou menos tecnologia, as coordenadas indicaram sempre boa companhia, divertimento e paisagens fantásticas. Uma "escapadinha" bem à portuguesa pelo Norte de Portugal, ideal para repôr as energias antes de voltar ao quotidiano atribulado.



A propósito da violência nos contextos educativos

Se para uns a violência nas escolas e nos jardins-de-infância parece uma realidade algo distante ou até mesmo difícil de imaginar ou aceitar, para outros torna-se uma verdade vivida com proximidade e preocupação diária. Ao contrário do que se possa pensar, ou dizer, a violência nas escolas, e até mesmo nos jardins-de-infância (sim, existe!), é uma preocupação de professores e educadores. Vivida por dentro, em contexto, e sofrida nas expectativas, tomadas de decisão, reflexão de processos, resultados e origens, a violência em contexto educativo é para os professores muito mais do que fechar os olhos para não ver.

Choca saber ou assistir a crianças que magoam os colegas sem motivo aparente, desgasta a dificuldade diária de tentar fazer compreender que a violência gratuita não é a forma correcta de se estar na vida, magoa ouvir constantemente que os professores não querem ver, não querem sentir, não querem trabalhar…

Dói saber que o professor também é vítima de violência (física ou verbal)…

Mais uma brochura!

A DGIDC já disponibilizou on-line a Brochura Despertar para a Ciência - Actividades dos 3 aos 6 . aqui "Esta brochura insere-se na área de conteúdo de Conhecimento do Mundo e tem como objectivo a operacionalização das Orientações Curriculares para a Educação Pré-escolar, no domínio das ciências experimentais. Constituindo-se como um importante recurso de apoio aos educadores de infância, na construção e gestão do currículo, no domínio acima referido, a brochura “Despertar para a Ciência – Actividades dos 3 aos 6” pretende favorecer práticas pedagógicas fundamentadas, numa perspectiva de continuidade educativa entre a educação pré-escolar e o 1º ciclo do ensino básico. Visa também promover o aprofundamento de conhecimentos científicos dos educadores de infância tendo em vista a melhoria da qualidade da educação em ciências no jardim de infância.
As actividades propostas nesta brochura constituem-se como sugestões de actividades de cariz experimental a realizar no quotidiano da acção …

baahh

Receber cartas registadas com aviso de recepção a uma sexta-feira e esperar o fim-de-semana todo para poder ir levantá-las ao correio na segunda-feira... bah! bah! bah!

(des)penteada

Finalmente lá me decidi e fui cortar o cabelo. Hoje a primeira criança que entra na sala do JI, com um ar estranho, diz-me "Bom dia". E não parando de olhar acrescenta: "Hoje estás mesmo despenteada!".
E cada um que chegava tecia o seu comentário acompanhado do desaprovamento por eu ter cortado o cabelo. Ora logo hoje que eu até estava penteadinha, de cabelo esticado e que os via tão bem porque não tinha o cabelo a ir para os olhos nem nada....
A conclusão não se fez esperar: fiquei com o cabelo muito curto e eu devia ter o cabelo comprido! Toda a gente tem o cabelo comprido: as irmãs, as mães, as avós...Ah pois é... e pensamos nós que vamos ao cabeleireiro para ficar mais belas e arranjadinhas!! Afinal saí de lá despenteada!!!