Avançar para o conteúdo principal

Conversas de collants!

Este não é um blog de moda, aqui não damos dicas do que vestir para parecer mais esbelta e elegante ou o que deve usar quando for ao tal jantar especial... (deixo este assunto para quem realmente percebe dele!)


Então... porquê "Conversas de collants"?!

Porque... hoje estive num Jardim-de-infância e as crianças estavam sentadas com uma aluna minha a conversar sobre o Inverno. E entre o frio para cá... e a neve para lá... chegaram ao cachecol e ao gorro... às calças... e às meias-calças...

E eu, Lisboeta, alfacinha, citadina... a imaginar...


Até que a minha aluna mostra umas imagens e... o cachecol e o gorro para aqui... e as calças para lá... e as meias-calças para acolá...



E eu... Lisboeta... Alfacinha... Citadina...


"As meias-calças são... collants!!!"


E as meninas mostravam as suas meias-calças coloridas, às riscas, com bonequinhos..

E eu, a Educadora e as Alunas... riamos perante a minha brilhante descoberta!



E amanhã levo as meias-calças castanhas ou aquelas que têm uma risquinha?!


Sugestões?

Comentários

moika disse…
LOL

Eu também nunca tinha ouvido falar em tal coisa...
Rute disse…
Moika
Apesar de estares aí na parvalheira
tu também és da cidade!
:P Beijinho
OlgaMourato disse…
loool :)
bem-vinda ao universo das palavras estranhas de lamego :)

já agora sabes o que é um quelho (não sei se é assim que se escreve lol) ? :D
Rute disse…
Olá Olga!

Um quelho?! Acho que essa ainda não ouvi! Agora fiquei com curiosidade...
:P
Catarina disse…
Ahahahah!
Também não sabia... Sempre a aprender.
Um beijinho
OlgaMourato disse…
Uma rua estreita lol.

Logo no inicio do meu curso, estavam a explicar-me e a umas colegas como deviamos ir a um sitio, quando de repente dizem "Vão pelo quelho perto do Pingo Doce".
Nós olhamos umas pras outras e fizemos cara de parvas, e viemos a descobrir depois que um quelho afinal é nada mais nada menos que uma rua/caminho estreito lol :D
Rute disse…
:P
Obrigada pelo esclarecimento!!!!
LOL

Beijinhos
OlgaMourato disse…
sempre às ordens :)

beijos

Mensagens populares deste blogue

Mãos à Obra!!!

Quando o pai da I. esteve a explicar-nos "como se fazem casas" (post anterior) ofereceu-nos um presente! Vejam só...
Os tijolos, as telhas... tudo em miniatura mas em tijolo! O "cimento", a pá de pedreiro... É o máximo, não acham? Agora só faltava pôr "MÃOS À OBRA"! Foi o que fizémos! Depois de misturar o pó com a água ficámos com cimento e começámos a construir a nossa Quinta. Sim, é uma Quinta e tem um poço e até animais.Tijolo a tijolo a nossa Quinta vai crescendo! É preciso muito trabalho de equipa porque isto da Construção Civil é trabalho pesado!E quando quisermos "mudar de casa" basta pôr esta dentro de água e ficamos com tijolos para construir outra vez! Quando a nossa Quinta estiver pronta estão convidados para uma "visita", fica combinado!

O prazer de cuidar, ver crescer, cozinhar e partilhar

Na nossa horta nós aprendemos a prever, a planear, a observar, a regar e a cuidar, a medir, a contar, a pesquisar, a partilhar, a cooperar... 



(A semear alfaces e couves com um avô.)

(Sensibilização para proteger a horta.)

(Colheita de feijão verde e outros legumes para a nossa sopa.)

 (Cabaz da nossa horta para oferecer ao nossos amigos e parceiros educativos da Junta de Freguesia)

(As batatinhas assadas que estavam uma delícia!)
E na horta há sempre muito para fazer e aprender. E é tão bom!!! (Tão bom que até nos esquecemos de fotografar.)

Yoga e Teatro

Os Girassóis semanalmente fazem prática de Yoga Integral. Atravessamos a estrada do nosso JI e lá estamos nós, numa sala gentilmente cedida por um nosso amigo, a mergulhar no Planeta Mágico dos Animais do Yoga. 


O Yoga também faz parte do nosso quotidiano no jardim de infância, revela-se na forma como nos relacionamos com os outros e com a natureza. E agora também na nossa relação com as Artes. Após uma ida ao teatro, resolvemos fazer a nossa própria peça de teatro, criámos diálogos, escolhemos espaços, adereços e músicas. 

Criámos e recriámos as posturas que conhecemos do yoga, interpretámos pequenas sequências de movimentos de forma adequada e adequada a cada personagem e à temática. 

Estivemos a explorar o conceito de yoga-teatro. 

Convidámos os colegas das outras salas e apresentámos o nosso espetáculo. 

Brevemente iremos apresentá-lo numa sala de teatro, perto de nós. Mais um passo nesta experiência que nos leva a ter mais interesse pelo yoga, pelo teatro e a utilizar progressiv…