Avançar para o conteúdo principal

"Só" Rute...

"Estimada congressista..."

Se foi estranho começarem a chamar-me "professora"... e não foi fácil responder logo quando me tratavam por "dra" (ainda hoje me faz alguma confusão, confesso)... tenho a impressão que não vou habituar-me a ser chamada de "congressista".

Pode ser uma questão de tempo e de hábito mas... não gosto de títulos. Sou o que sou e não sou os títulos que posso eventualmente ter/ser. Além disso, Rute é bem mais fácil e já há 31 anos que estou habituada a ser chamada assim.

Ah! Isto porque como tenho "ar de miúda" é raro ser tratada por "Dona Rute". Vamos lá ver durante quanto tempo mais vou conseguir escapar-me a este "dona"!!! (lol)

Comentários

deep disse…
Estou como tu: também não me habituo a títulos que possam apensar ao meu nome próprio. Acho graça, dependendo da pessoa, ao "menina".

Bom resto de domingo. Bjs
Rute disse…
DEEP, pois é... aqui também é frequente tratarem-me por "menina Rute" mas, quando percebem que sou professora do ensino superior, rapidamente substituem por "dra" ou "sôtora" (que também é lindo!). Isto é que é uma "promoção" rápida! Mas não continuo eu a ser a mesma?!

Beijinho
Vera Nunes disse…
Também não sou a favor de títulos... O nosso nome deve ser sem dúvida o nosso melhor título. Mas depois de tanto estudo e trabalho talvez seja bom ouvir um "Doutor"/"Professor"... :)
Rute disse…
VERA, é bom mas às vezes também soa de modo estranho ou impessoal. Mas terminar o curso e atingir alguns dos nossos objectivos... ah! isso sim, é BOM!!!!
beijinhos

Mensagens populares deste blogue

Mãos à Obra!!!

Quando o pai da I. esteve a explicar-nos "como se fazem casas" (post anterior) ofereceu-nos um presente! Vejam só...
Os tijolos, as telhas... tudo em miniatura mas em tijolo! O "cimento", a pá de pedreiro... É o máximo, não acham? Agora só faltava pôr "MÃOS À OBRA"! Foi o que fizémos! Depois de misturar o pó com a água ficámos com cimento e começámos a construir a nossa Quinta. Sim, é uma Quinta e tem um poço e até animais.Tijolo a tijolo a nossa Quinta vai crescendo! É preciso muito trabalho de equipa porque isto da Construção Civil é trabalho pesado!E quando quisermos "mudar de casa" basta pôr esta dentro de água e ficamos com tijolos para construir outra vez! Quando a nossa Quinta estiver pronta estão convidados para uma "visita", fica combinado!

O prazer de cuidar, ver crescer, cozinhar e partilhar

Na nossa horta nós aprendemos a prever, a planear, a observar, a regar e a cuidar, a medir, a contar, a pesquisar, a partilhar, a cooperar... 



(A semear alfaces e couves com um avô.)

(Sensibilização para proteger a horta.)

(Colheita de feijão verde e outros legumes para a nossa sopa.)

 (Cabaz da nossa horta para oferecer ao nossos amigos e parceiros educativos da Junta de Freguesia)

(As batatinhas assadas que estavam uma delícia!)
E na horta há sempre muito para fazer e aprender. E é tão bom!!! (Tão bom que até nos esquecemos de fotografar.)

Coisas de Crescidos...

Temporariamente em modo de "crescida" e afastada do jardim... mas não por muito tempo! Até já.