Avançar para o conteúdo principal

ah pois... o Magalhães

No JI começamos a perceber cada vez melhor como funcionam estas coisas dos projectos. Na realidade as crianças querem é descobrir e aprender coisas novas, por isso torna-se cada vez mais pertinente apoiá-las também na descoberta de metodologias e ferramentas que as ajudem a encontrar caminhos para responder a essa vontade de aprender.

As formigas do recreio vieram despertar uma curiosidade imensa e também muitas dúvidas. Ainda estamos mesmo a começar... mas foi um começo bom, tranquilo, com muita conversa (e ainda há tão pouco tempo era tão difícil conversar!). As formigas vieram igualmente evidenciar que algumas crianças já fizeram aquisições processuais do trabalho de projecto, imprimindo uma dinâmica cada vez maior ao processo de descoberta do grupo.

Mas os projectos também nos abrem janelas para outras percepções e concepções das crianças.

O computador está há pouco tempo na nossa sala e não temos internet mas durante a conversa inicial sobre como e onde poderiamos saber mais sobre formigas, referi que podiamos ir à internet (assim a modos de quem não tem a certeza se está a ser entendida). A sugestão foi aceite com entusiasmo e respectivos esclarecimentos... "sim. Aquela coisinha assim pequenina" (R.), mas que se calhar... "é um bocadinho maior e que está no Magalhães" (M.).

Ah pois... o Magalhães dos irmãos que anda lá por casa! O Magalhães tem sido alvo dos comentários entre as crianças da nossa sala: "a minha mãe vai hoje buscar o Magalhães". Bem... já sabemos onde há internet e como ela é. Agora vamos aprender para que serve e como usar mas... terá de ser no "Magalhães" (leia-se portátil) da Rute... que o Sócrates ainda não nos deu nenhum para a sala! lol

Comentários

Pitanga Doce disse…
Ó Zé, traz lá o Magalhães à sala da Rute se fazfavori. hehehehe
Rute disse…
PITANGA: lol Agora fizeste-me rir!! beijinhos

Mensagens populares deste blogue

Mãos à Obra!!!

Quando o pai da I. esteve a explicar-nos "como se fazem casas" (post anterior) ofereceu-nos um presente! Vejam só...
Os tijolos, as telhas... tudo em miniatura mas em tijolo! O "cimento", a pá de pedreiro... É o máximo, não acham? Agora só faltava pôr "MÃOS À OBRA"! Foi o que fizémos! Depois de misturar o pó com a água ficámos com cimento e começámos a construir a nossa Quinta. Sim, é uma Quinta e tem um poço e até animais.Tijolo a tijolo a nossa Quinta vai crescendo! É preciso muito trabalho de equipa porque isto da Construção Civil é trabalho pesado!E quando quisermos "mudar de casa" basta pôr esta dentro de água e ficamos com tijolos para construir outra vez! Quando a nossa Quinta estiver pronta estão convidados para uma "visita", fica combinado!

O prazer de cuidar, ver crescer, cozinhar e partilhar

Na nossa horta nós aprendemos a prever, a planear, a observar, a regar e a cuidar, a medir, a contar, a pesquisar, a partilhar, a cooperar... 



(A semear alfaces e couves com um avô.)

(Sensibilização para proteger a horta.)

(Colheita de feijão verde e outros legumes para a nossa sopa.)

 (Cabaz da nossa horta para oferecer ao nossos amigos e parceiros educativos da Junta de Freguesia)

(As batatinhas assadas que estavam uma delícia!)
E na horta há sempre muito para fazer e aprender. E é tão bom!!! (Tão bom que até nos esquecemos de fotografar.)

Yoga e Teatro

Os Girassóis semanalmente fazem prática de Yoga Integral. Atravessamos a estrada do nosso JI e lá estamos nós, numa sala gentilmente cedida por um nosso amigo, a mergulhar no Planeta Mágico dos Animais do Yoga. 


O Yoga também faz parte do nosso quotidiano no jardim de infância, revela-se na forma como nos relacionamos com os outros e com a natureza. E agora também na nossa relação com as Artes. Após uma ida ao teatro, resolvemos fazer a nossa própria peça de teatro, criámos diálogos, escolhemos espaços, adereços e músicas. 

Criámos e recriámos as posturas que conhecemos do yoga, interpretámos pequenas sequências de movimentos de forma adequada e adequada a cada personagem e à temática. 

Estivemos a explorar o conceito de yoga-teatro. 

Convidámos os colegas das outras salas e apresentámos o nosso espetáculo. 

Brevemente iremos apresentá-lo numa sala de teatro, perto de nós. Mais um passo nesta experiência que nos leva a ter mais interesse pelo yoga, pelo teatro e a utilizar progressiv…