Avançar para o conteúdo principal

Park Güell


Este parque construído por Gaudi entre 1900 e 1914 é espectacular!

As chaminés têm a forma de cogumelo estando tradicionalmente ligadas ao mundo da magia e das fadas.

Na escadaria encontramos este ornamento que simboliza o medalhão com o escudo da Catalunha do qual sai uma fonte com a forma de cabeça de serpente.

Também vi a Salamandra (lindíssima!) e imensos turístas que se apinhavam para tirar uma fotografia junto ao bichinho! Como não consegui tirar-lhe uma foto (não conhecia a técnica da 125_azul, aliás esta foto é dela!) contentei-me em trazer um postal para recordar...

Estes são alguns plafons do tecto da colunata. Não foram feitos por Gaudi mas sim por Jujol (seu colaborador) e representam o sol, medusas, etc.

Do cimo a paisagem também é magnífica!

Gaudi veio viver para aqui em 1906. Bela casa não?!!! Agora é o Museu-Casa Gaudi. Não entrei, o preço não era muito convidativo... .





Comentários

Anónimo disse…
Eu sei que estamos de férias, mas vi isto e lembrei-me que devias gostar de saber! Rita B.

6.º Encontro Nacional de Investigação em Leitura, Literatura Infantil & Ilustração
Estes encontros têm como objectivos dar a conhecer e divulgar a investigação que se produz nestas áreas, bem como reflectir sobre as práticas docentes que se realizam nas instituições de ensino superior, e têm reunido na Universidade do Minho, em Braga, um grande número de investigadores do país e do estrangeiro, docentes que leccionam na formação de professores, bem como docentes de vários níveis de ensino.
Data: 13 e 14 Outubro 2006
Local: Braga
Mais informações: http://projectos.iec.uminho.pt/li2006
Rute disse…
Oi Rita! É tão bom ter notícias tuas e receber-te aqui no meu Jardim!

Obrigada pela dica. Aliás estava mesmo a pensar ir a esse encontro uma vez que vou lá estar relativamente perto e é uma temática que me interessa muito, como tu sabes.

Beijos para ti e para o R.
Mocho Falante disse…
olá viva

venho agradecer a tua visita e preocupação. Adoro Barcelona, é uma cidade que tem para mim um significado muito especial

beijocas

Mensagens populares deste blogue

Mãos à Obra!!!

Quando o pai da I. esteve a explicar-nos "como se fazem casas" (post anterior) ofereceu-nos um presente! Vejam só...
Os tijolos, as telhas... tudo em miniatura mas em tijolo! O "cimento", a pá de pedreiro... É o máximo, não acham? Agora só faltava pôr "MÃOS À OBRA"! Foi o que fizémos! Depois de misturar o pó com a água ficámos com cimento e começámos a construir a nossa Quinta. Sim, é uma Quinta e tem um poço e até animais.Tijolo a tijolo a nossa Quinta vai crescendo! É preciso muito trabalho de equipa porque isto da Construção Civil é trabalho pesado!E quando quisermos "mudar de casa" basta pôr esta dentro de água e ficamos com tijolos para construir outra vez! Quando a nossa Quinta estiver pronta estão convidados para uma "visita", fica combinado!

O prazer de cuidar, ver crescer, cozinhar e partilhar

Na nossa horta nós aprendemos a prever, a planear, a observar, a regar e a cuidar, a medir, a contar, a pesquisar, a partilhar, a cooperar... 



(A semear alfaces e couves com um avô.)

(Sensibilização para proteger a horta.)

(Colheita de feijão verde e outros legumes para a nossa sopa.)

 (Cabaz da nossa horta para oferecer ao nossos amigos e parceiros educativos da Junta de Freguesia)

(As batatinhas assadas que estavam uma delícia!)
E na horta há sempre muito para fazer e aprender. E é tão bom!!! (Tão bom que até nos esquecemos de fotografar.)

Yoga e Teatro

Os Girassóis semanalmente fazem prática de Yoga Integral. Atravessamos a estrada do nosso JI e lá estamos nós, numa sala gentilmente cedida por um nosso amigo, a mergulhar no Planeta Mágico dos Animais do Yoga. 


O Yoga também faz parte do nosso quotidiano no jardim de infância, revela-se na forma como nos relacionamos com os outros e com a natureza. E agora também na nossa relação com as Artes. Após uma ida ao teatro, resolvemos fazer a nossa própria peça de teatro, criámos diálogos, escolhemos espaços, adereços e músicas. 

Criámos e recriámos as posturas que conhecemos do yoga, interpretámos pequenas sequências de movimentos de forma adequada e adequada a cada personagem e à temática. 

Estivemos a explorar o conceito de yoga-teatro. 

Convidámos os colegas das outras salas e apresentámos o nosso espetáculo. 

Brevemente iremos apresentá-lo numa sala de teatro, perto de nós. Mais um passo nesta experiência que nos leva a ter mais interesse pelo yoga, pelo teatro e a utilizar progressiv…