segunda-feira, setembro 25, 2006

E tu? Também foste um Principezinho?


“Uma vez, tinha eu seis anos, vi uma imagem magnífica num livro sobre a Floresta Virgem chamado “Histórias Vividas”. Era uma jibóia a engolir uma fera. Copiei o desenho para vocês poderem ver como era.
O livro explicava: “As jibóias engolem as presas inteirinhas, sem as mastigar. Depois nem sequer se podem mexer e ficam a dormir durante os seis meses que a digestão demora.”
Então, pensei e tornei a pensar nas aventuras da selva, peguei num lápis de cor e acabei por conseguir fazer o meu primeiro desenho. O meu desenho número 1. Era assim:






Fui mostrar a minha obra-prima às pessoas grandes e perguntei-lhes se o meu desenho lhes metia medo.
As pessoas grandes responderam:”Como é que um chapéu pode meter medo?”
O meu desenho não era um chapéu. O meu desenho era uma jibóia a digerir um elefante. Para as pessoas grandes conseguirem perceber, porque as pessoas grandes estão sempre a precisar de explicações, fui desenhar a parte de dentro da jibóia. O meu desenho número 2 ficou assim:





As pessoas grandes disseram que era melhor eu deixar-me de jibóias abertas e jibóias fechadas e dedicar-me à geografia, à matemática e à gramática. Foi assim que, aos seis anos, me vi forçado a desistir de uma magnífica carreira de pintor. Os sucessivos insucessos do meu desenho número 1 e do meu desenho número 2 fizeram-me desanimar. As pessoas grandes nunca percebem nada sozinhas e uma criança acaba por se cansar de ter que estar sempre a explicar-lhes tudo.
Portanto, tive de escolher outra profissão: fui para aviador.”


Saint-Exupéry, A. O Principezinho

2 comentários:

pitanga disse...

Contanto que não fique a desenhar enquanto pilota o avião...tudo bem!!!

beijos de boa noite

Pó_d'água disse...

É sempre uma boa referência "O Principezinho".

Beijinhos e continuação de bom trabalho :D