Avançar para o conteúdo principal

Há muito tempo que não era assim (pelo menos há umas semanas que não era assim! )

Hoje foi diferente.
O cheiro.

O pulsar.
O som de Lisboa.

Há muito que não era assim.
O cheiro a castanha assada.
As ruas cheias de gente.
O barulho dos carros.


Para breve está o regresso.
O cheiro.
O pulsar.
O som de Lamego.


E tudo continua.
O cheiro dos pinheiros.
O pulsar da ESE.
O som dos alunos e dos professores.


Sim, estou em Lisboa e quase quase de regresso a Lamego (cidade que estou a começar a adorar).

Comentários

Fatima Vinagre disse…
Adoro a baixa lisboeta!
Mas, há muito que as ruas não estavam cheias de gente? Nem havia barulho dos carros?
Essa terra de Lamego está a dar-te a volta à cabeça, não? Bj
Rute disse…
Oi Fátima!

Ontem estava mesmo imensa gente na Baixa e na verdade parece que há muito que as ruas não estavam assim (pelo menos foi o que me disse quem continua cá em Lisboa, se fosse eu era mesmo de suspeitar!).

E estou a adorar Lamego!

Beijinhos
Sapito disse…
Lisboa pode ser fantástica etc e tal, mas é tão fácil deixarmo-nos apaixonar pelo norte... :)
Inês disse…
Beijinhos, Rute!!!!
E diz lá se o cheiro a pinheiros não é muito melhor que o dos canos de escape!

(Não é que em Lamego não haja escapes, e naquelas subidinhas eles mostram-se bem, mas vá lá...)
Beijos
Rute disse…
Sapito:

Acho que tens razão. É mesmo fácil apaixonarmo-nos pelo norte! Mas também continuo a gostar de Lisboa!
Beijinhos


Inês:

Que bom encontrar-te aqui! Beijinhos


Jardineira Aprendiz:

O cheiro dos pinheiros é muuuuiito melhor!!!! Beijinhos
deep disse…
Depois de um fim-de-semana, em que recuperaste "in loco" os cheiros e os mimos, espero que tenhas uma boa semana, em terras lamecenses.
bjs
pitanga disse…
Rute, minha querida, o "bichinho" do interior te pegou. A qualidade de vida é tão melhor que até o nosso metabolismo muda. Ainda não sentiste?
beijinhos
Luis Eme disse…
Olá Rute. A Jo esqueceu-se de me escrever... quando vens a Lisboa atravessas o rio?
Ivo disse…
pois é Rute!! É mesmo assim!! Olha eu... Alentejano de gema.... e adoro Lisboa!! Não saío de cá!!.... No fim ainda ficas em Lamego!! (lolol)!!

BEijo

Mensagens populares deste blogue

Mãos à Obra!!!

Quando o pai da I. esteve a explicar-nos "como se fazem casas" (post anterior) ofereceu-nos um presente! Vejam só...
Os tijolos, as telhas... tudo em miniatura mas em tijolo! O "cimento", a pá de pedreiro... É o máximo, não acham? Agora só faltava pôr "MÃOS À OBRA"! Foi o que fizémos! Depois de misturar o pó com a água ficámos com cimento e começámos a construir a nossa Quinta. Sim, é uma Quinta e tem um poço e até animais.Tijolo a tijolo a nossa Quinta vai crescendo! É preciso muito trabalho de equipa porque isto da Construção Civil é trabalho pesado!E quando quisermos "mudar de casa" basta pôr esta dentro de água e ficamos com tijolos para construir outra vez! Quando a nossa Quinta estiver pronta estão convidados para uma "visita", fica combinado!

O prazer de cuidar, ver crescer, cozinhar e partilhar

Na nossa horta nós aprendemos a prever, a planear, a observar, a regar e a cuidar, a medir, a contar, a pesquisar, a partilhar, a cooperar... 



(A semear alfaces e couves com um avô.)

(Sensibilização para proteger a horta.)

(Colheita de feijão verde e outros legumes para a nossa sopa.)

 (Cabaz da nossa horta para oferecer ao nossos amigos e parceiros educativos da Junta de Freguesia)

(As batatinhas assadas que estavam uma delícia!)
E na horta há sempre muito para fazer e aprender. E é tão bom!!! (Tão bom que até nos esquecemos de fotografar.)

Coisas de Crescidos...

Temporariamente em modo de "crescida" e afastada do jardim... mas não por muito tempo! Até já.