Avançar para o conteúdo principal

Torre Eiffel no Maravilh'Arte 21


Criada por Gustave Eiffel, esta magnífica torre de aço tornou-se o símbolo não só de Paris, como de toda a França. A estrutura é não apenas um ponto de referência reconhecido em todo o mundo, mas talvez mesmo a obra arquitectónica mais conhecida do mundo ocidental. Foi, até à construção do Empire State Building, a estrutura mais alta feita pelo homem. A torre é visitada por seis milhões de pessoas todos os anos. (Este texto foi retirado daqui).

Aqui ficam algumas impressões blogosféricas acerca desta candidata a uma das 7 Novas Maravilhas do Mundo.


No Turista Acidental, a Filipa afirma:

Criada para ser efémera, conquistou a imortalidade.

Por seu lado, o WondermOOn, informa que:

Segundo o site oficial da Torre Eiffel, se EU tirar uma foto com a MINHA máquina da Torre Eiffel com a iluminação acessa durante a noite, essa foto está sujeita a copyright!

E a Mãe Frenética, transcreve uma conversa telefónica:

Ele - Não consegui antecipar o voo...
Eu - Não faz mal... o que vais fazer até logo?
Ele - Acho que vou ao centro. Queres alguma coisa?
Eu - Traz-me a Torre Eiffel!
O que eu gosto da Torre Eiffel...

Este post é publicado no âmbito do concurso de desenho Maravilh'Arte 21.

Comentários

Anónimo disse…
Olá,Rute!

Para mim,Torre Eiffel é sinónimo de vento!

Quando lá fui,devia ter uns 16 anos e o que me lembro mais da Torre Eiffel era o vento que se fazia sentir num dia tão quente de Agosto. Nem me apeteceu ir ver a paisagem. Fiquei ali a curtir aquela ventania!

Mas quando me debrucei para ver as vistas,fiquei apaixonada. Paris é outra cidade vista do topo da Torre Eiffel!

Ainda me lembro que encontrámos,no elevador,uns portugueses muito antipáticos. :D


Em relação ao concurso,os Putos ainda são muito pequenos…

Mas tive uma ideia, assim um bocadinho espatafúrdia, em relação às maravilhas.

Todos os dias quando conto uma história e depois do nosso ritual,fechamos a boca à chave e atiramo-la para bem longe. Por acaso, ultimamente temo-la mandado para a Grande Muralha da China.

O que eu pensei…é que poderíamos,todos os dias,mandar a chave para uma das Maravilhas. Aliado a isto, eu levaria imagens ou slide-shows (que adoro fazer!) das ditas.

Assim a frio,foi o que me ocorreu.

Bela iniciativa a do concurso!!!

Beijinhos!
pitanga disse…
Olha, se houver uma Torre aí sobrando traz pra mim?
beijos

Mensagens populares deste blogue

Mãos à Obra!!!

Quando o pai da I. esteve a explicar-nos "como se fazem casas" (post anterior) ofereceu-nos um presente! Vejam só...
Os tijolos, as telhas... tudo em miniatura mas em tijolo! O "cimento", a pá de pedreiro... É o máximo, não acham? Agora só faltava pôr "MÃOS À OBRA"! Foi o que fizémos! Depois de misturar o pó com a água ficámos com cimento e começámos a construir a nossa Quinta. Sim, é uma Quinta e tem um poço e até animais.Tijolo a tijolo a nossa Quinta vai crescendo! É preciso muito trabalho de equipa porque isto da Construção Civil é trabalho pesado!E quando quisermos "mudar de casa" basta pôr esta dentro de água e ficamos com tijolos para construir outra vez! Quando a nossa Quinta estiver pronta estão convidados para uma "visita", fica combinado!

O prazer de cuidar, ver crescer, cozinhar e partilhar

Na nossa horta nós aprendemos a prever, a planear, a observar, a regar e a cuidar, a medir, a contar, a pesquisar, a partilhar, a cooperar... 



(A semear alfaces e couves com um avô.)

(Sensibilização para proteger a horta.)

(Colheita de feijão verde e outros legumes para a nossa sopa.)

 (Cabaz da nossa horta para oferecer ao nossos amigos e parceiros educativos da Junta de Freguesia)

(As batatinhas assadas que estavam uma delícia!)
E na horta há sempre muito para fazer e aprender. E é tão bom!!! (Tão bom que até nos esquecemos de fotografar.)

Coisas de Crescidos...

Temporariamente em modo de "crescida" e afastada do jardim... mas não por muito tempo! Até já.