domingo, novembro 01, 2009

Projectos Individuais II

Várias crianças começaram a fazer os seus próprios fantoches tentando seguir a "técnica" da A e da S. e, como a autonomia começa a imperar cada vez com mais ênfase, vão buscar os materiais e colocam mãos à obra apenas solicitando a minha ajuda quando precisam "mesmo".

Por outro lado, ser o único adulto numa turma com 25 crianças leva a que os olhos, mãos, ouvidos e todo o educador em si, não consiga imprimir a qualidade que desejaria e necessitaria num contexto de educação pré-escolar (mas esta era uma outra longa conversa!).

O que importa é que chega o momento de arrumar e o T. dirige-se para a estante dos livros (o fantocheiro improvisado) e diz-me que quando todos se sentarem ele vai contar uma história com o fantoche que fez. E na mão, muito bem coladinho na palma da mão, está o seu fantoche!

Por entre um sorriso meu e o seu delicioso ar de contentamento, lá lhe tentei mostrar e explicar as desvantagens de os fantoches estarem colados à mão.

1 comentário:

Juca disse...

Olá Rute,
Como te compreendo... na verdade este rácio existente na educação pré-escolar só faz sentido para quem não está como tu (e eu, já estive)!
Mas tenhoa certeza de que, apesar da falta de apoio, não faltará qualidade no jardim das cores.
Beijinhos