Avançar para o conteúdo principal

Breves notas de quem está no meio da Serra... alone...

Lá fora chove.
O vento sopra.
Os campos sugam a água como se de um néctar se tratasse.
Os pinheiros verdes dançam ao sabor do vento.
E o frio já se faz sentir.



Cá dentro a televisão está ligada, simplesmente por estar.
O computador também está ligado porque tem mesmo que estar.
A família está comigo.
Os amigos também.
O som das suas vozes...
O eco das suas palavras...
As conversas mais sentidas...
Estas são a minha companhia.
(mesmo que seja através das novas tecnologias)



Porque no meio da Serra,
como nos Contos de Fadas,
se encontra uma casa
e dentro dessa casa estou eu...
às vezes só e às vezes tão bem acompanhada!



Este post é dedicado a todos os que me fazem companhia quando estou home alone.

Comentários

pitanga disse…
Rute,querida tinhas razão quando disseste que o texto também era para mim. Descreveste uma cena que já vivi quando morei em Mangualde. A chuva pela vidraça, o frio,a vista da serra (da Estrela)e dentro do lar o aconchego, apesar de estar a maior parte do tempo sozinha como tu. Rute, quando estamos em paz interior nunca estamos sós. Tudo o que há de bom ao redor nos faz companhia.
beijos doces.
Ivo disse…
Sabes.... essa descrição, dá-me vontade de estar num local assim! No meio da serra, ver a chuva cair, em frente à janela e com a lareira de fundo... a tomar um café!! MAs, longe de estar sozinho!!

Beijo
boleia disse…
nada melhor do que sentir uma companhia...
toma la mais esta num teclado, bem longe, mas tao perto!
um beijinho
Fatima Vinagre disse…
Oi Rute! A solidão, por vezes, é necessária para o normal equilibrio do ser. Ela permite-nos reflectir, ponderar, perdoar, apreciar as coisas simples da vida, dar valor à família, aos amigos e aos animais, entre muitas outras coisas que dela podem advir. Tens é simplesmente que não te sentires só! Bj
bonito, mesmo bonito... estes teus posts!!!

Gostei muito do desenho!

Um bjinho e bom fds

Mensagens populares deste blogue

Mãos à Obra!!!

Quando o pai da I. esteve a explicar-nos "como se fazem casas" (post anterior) ofereceu-nos um presente! Vejam só...
Os tijolos, as telhas... tudo em miniatura mas em tijolo! O "cimento", a pá de pedreiro... É o máximo, não acham? Agora só faltava pôr "MÃOS À OBRA"! Foi o que fizémos! Depois de misturar o pó com a água ficámos com cimento e começámos a construir a nossa Quinta. Sim, é uma Quinta e tem um poço e até animais.Tijolo a tijolo a nossa Quinta vai crescendo! É preciso muito trabalho de equipa porque isto da Construção Civil é trabalho pesado!E quando quisermos "mudar de casa" basta pôr esta dentro de água e ficamos com tijolos para construir outra vez! Quando a nossa Quinta estiver pronta estão convidados para uma "visita", fica combinado!

Coisas de Crescidos...

Temporariamente em modo de "crescida" e afastada do jardim... mas não por muito tempo! Até já.

Dêem voz às crianças

Um artigo muito interessante, de leitura breve e bem actual.

The Disturbing Transformation of Kindergarten