Avançar para o conteúdo principal

O Queijo!

As conversas são como as cerejas... e sem dar por isso estamos tão embrenhados que o tempo passa depressa e os assuntos mudam a uma velocidade que nem damos conta... às vezes é assim mesmo. Ouvimos, somos escutados e...

O que tem isto a ver com queijo?! Eu explico. Após uma conversa que me deixou um pouco atrapalhada mas que me fez bem (é verdade, a vida tem destas coisas), cá fiquei eu a pensar... e de repente lembrei-me de...

Apeteceu-me, senti necessidade, de voltar a pegar mais uma vez neste livro. E devorei-o de uma só vez! E soube bem! Guardei uns bocadinhos para vocês... mas o aconselhável é terem vosso. Vale a pena, vale mesmo!

  • "Termos queijo traz-nos felicidade."

  • "Se não mudares aproximas-te da extinção."

  • "O que farias se não estivesses com medo?"

  • "Cheira o queijo com frequência para saberes quando começa a ficar velho."

  • "Movermo-nos numa direcção ajuda-nos a encontrar um novo queijo."

  • "Quando te moves para lá do teu medo sentes-te livre."

  • "Imaginar-me a provar o novo queijo, mesmo antes de o encontrar, leva-me até ele."

  • "Quanto mais cedo te libertares do queijo velho, mais depressa encontrarás um novo queijo."

  • "É mais seguro procurar no labirinto do que permanecer numa situação sem queijo."

  • "Velhas crenças não te conduzem ao novo queijo."

  • "Reparar atempadamente em pequenas mudanças ajuda a preparares-te para as grandes mudanças vindouras."

"... todos temos algo em comum: a necessidade de descobrir o nosso caminho no labirinto e ter sucesso nestes tempos de mudança."

Comentários

Sapito disse…
Ora bem...se já estava curiosa em relação a este livro, agora mai fiquei! Acho que vou ter mesmo que lhe pegar! ;)
Comprei-o e ainda não o li!
Fizeste bem lembrar...
Bjs
Mocho Falante disse…
é um livro de sucesso que aqui confesso que ainda não li mas com estes exemplos aguçaste-me a vontade

beijocas
Rute disse…
Sapito/ Era uma vez um girassol/ Mocho falante:

Leiam porque o livro é bom, faz-nos reflectir e está escrito numa linguagem simples e cativante...

Beijooooooos!
Esse livro ainda não li mas faz parte da minha lista espera...
Estou a ler e reler alguns livros...e esse faz parte da lista!
para quem esteja interessado a " sábado" está a distribuir de forma grátis livros interessantes e esse faz parte da lista. Quem gostar deste tipo de assuntos não perca.
um abraço
brisa de palavras
Ivo disse…
Pois... ainda não li! MAs depois dito tudo... Vou ler!! Fiquei com vontade!!

Beijoka
Desambientado disse…
É uma perspectiva interessante.
Gostei muito da frase final.
pitanga disse…
Sim, todos temos algo em comum mas o segredo está em sermos diferentes. E mudar sempre! Quando isso significa crescer!

beijos e vamos fazer ginástica?

Mensagens populares deste blogue

Mãos à Obra!!!

Quando o pai da I. esteve a explicar-nos "como se fazem casas" (post anterior) ofereceu-nos um presente! Vejam só...
Os tijolos, as telhas... tudo em miniatura mas em tijolo! O "cimento", a pá de pedreiro... É o máximo, não acham? Agora só faltava pôr "MÃOS À OBRA"! Foi o que fizémos! Depois de misturar o pó com a água ficámos com cimento e começámos a construir a nossa Quinta. Sim, é uma Quinta e tem um poço e até animais.Tijolo a tijolo a nossa Quinta vai crescendo! É preciso muito trabalho de equipa porque isto da Construção Civil é trabalho pesado!E quando quisermos "mudar de casa" basta pôr esta dentro de água e ficamos com tijolos para construir outra vez! Quando a nossa Quinta estiver pronta estão convidados para uma "visita", fica combinado!

Coisas de Crescidos...

Temporariamente em modo de "crescida" e afastada do jardim... mas não por muito tempo! Até já.

Dêem voz às crianças

Um artigo muito interessante, de leitura breve e bem actual.

The Disturbing Transformation of Kindergarten