segunda-feira, novembro 20, 2006

Coliseu de Roma no Maravilh'Arte 21





Este grandioso anfiteatro foi construído no centro de Roma em honra aos legionários vitoriosos e para celebrar a glória do império romano. O seu design conceitual mantém a actualidade até aos nossos dias, uma vez que, passados cerca de 2000 anos, praticamente todos os modernos estádios desportivos continuam a ter o cunho inconfundível do design original do Coliseu. É através do cinema e dos livros de história que hoje temos noção das lutas cruéis e dos jogos que tinham lugar nesta arena, para júbilo dos espectadores. (Este texto foi retirado daqui).

Aqui ficam algumas impressões blogosféricas acerca desta candidata a uma das 7 Novas Maravilhas do Mundo.


N' A Curva da Estrada, a Papalagui conta que:

Quando me vi perante o Coliseu de Roma e do outro lado o que terá sido a casa do debochado mor do Império Romano, ocorreram-me de imediato esses tempos, os do Nero, do porco debochado, do libertino imoral entregue aos prazeres de Baco sem reservas, e, de novo, ouvi a minha querida avó evocando a idade dos excessos. Acredito que caso a minha querida avó vivesse hoje consideraria o Nero um pobre inocente perante o que lhe seria dado a observar na caixinha mágica mas continuo sem saber quem iria evocar para qualificar os tempos contemporâneos. É que depois do Nero nem eu me lembro de um maluco tão grande.

Nos Momentos de Ausência, a Agnieska relata que:

A arena do Coliseu colapsada deixa ver a rede de labirinto que se estende por baixo deste imponente monumento (é mais pequeno do que eu imaginei, mas ainda assim magnífico). O sítio que viu batalhas de gladiadores, espectáculos de circos de feras a desmembrarem humanos e coisas afins...

E a Essenthia, no The Essence of Things, escreve:

O Coliseu de Roma, a arte elevada ao extremo, numa construção única e imponente. A música ambiente faz-nos recuar no tempo e por pouco não vemos um espectáculo de gladiadores mesmo à nossa frente, que embora violento, não deixa de despertar emoção.


Este post é publicado no âmbito do concurso de desenho Maravilh'Arte 21

Sem comentários: