terça-feira, dezembro 05, 2006

E tudo quanto é preciso é... querer!

Educar... foi o que escolhi, é o que gosto, é o que me realiza profissionalmente.

Do ensino superior, na formação de Educadores de Infância, a experiência ainda não é vasta (3 meses) mas é sentida e vivida com empenho e dedicação. O desafio é grande. Ao longo destes meses tem sido gratificante ver crescer estas jovens educadoras.


Há alunas que começam agora a olhar e a sentir a Educação de uma forma diferente. Aos poucos vão ganhando confiança e avançando em território desconhecido: o Trabalho de Projecto.

E eu tento ser aquela que provoca, que questiona, que coloca mais dúvidas do que certezas... mas também a que apoia, dá indicações e ampara quando é necessário.

Hoje quando resolvi escrever este post não era isto que ia escrever. Na realidade, quando comecei a escrever ia lamentar-me. Ia desabafar o quanto é difícil ser Orientadora... o quanto é difícil fazer sentir o que é Educar... o quanto é difícil dizer e comprovar que é preciso vontade para aprender a Educar...

Afinal... parece que nem tudo é tão difícil quanto possa parecer... tudo o que é preciso é querer!

1 comentário:

deep disse...

Ser educadora não é tarefa fácil nos tempos que correm. Tem mérito quem consegue manter a vontade e a confiança. Bom resto de semana. Bjs