Avançar para o conteúdo principal

Assumidamente uma pausa

Não vale a pena "tapar o sol com a peneira".
Não consigo ter disponibilidade para tratar do jardim e não se trata apenas de disponibilidade temporal.

Já há muito tempo que teria mais sentido, para mim, a existência de um blogue partilhado, reflectido e gerido com as crianças. Infelizmente nunca foi possivel por inexistência de acesso à internet. Quem sabe um dia seja colocada num JI com internet e tudo volte a fazer sentido?!

Ter um Jardim das Cores a secar, não. Ou está florido e cheio de sentimentos, ou então fazemos assumidamente uma pausa. É isso que vou fazer. Quando, e se, voltar a fazer sentido, volto a colorir este espaço.

Até já.

Comentários

:'(

Vou ficar sentadinha à espera que este - ou outro - jardim virtual volte a ficar vivo e cheio de cores.

:'(

Tudo de bom!
Bjs, Juca
Ó Rute:(((
Mas vais fazer por cá muita falta!!!
Vou ter tantas saudades!!!:(((
E o que é que vou agora fazer sem ti e as tuas cores? Snif... Que triste que estou!...
Bom, fico à tua espera, mas por favor, não demores muito que eu desde que li a notícia da pausa, com o nervoso já roí uma unha e agora já só tenho mais nove. Se demorares muito, vou roer as unhas até ao cotovelo e depois já não consigo escrever comentários no teu jardim. Não demores muito está bem?
rute moura disse…
JUCA e LUZ:

Duas grandes amigas do Jardim das Cores e minhas, claro está. Gosto sempre muito de vos acompanhar e de vos ter neste Jardim mas, sejamos sinceras, está mesmo murcho e a precisar que o jardineiro lhe dê a devida atenção.

Custa-me muito vê-lo abandonado ao fim de quase 5 anos de existência mas, a semente está cá. Vai ficar em repouso nesta terra que se pretende mais fértil e, numa primavera próxima, talvez volte a despontar com todo o esplendor que a Educação merece.

Entretanto, cá estamos, sempre. Luz por favor não roas mais unhas pois quero continuar a ler o que escreves!

beijos grandes e até já

Mensagens populares deste blogue

Mãos à Obra!!!

Quando o pai da I. esteve a explicar-nos "como se fazem casas" (post anterior) ofereceu-nos um presente! Vejam só...
Os tijolos, as telhas... tudo em miniatura mas em tijolo! O "cimento", a pá de pedreiro... É o máximo, não acham? Agora só faltava pôr "MÃOS À OBRA"! Foi o que fizémos! Depois de misturar o pó com a água ficámos com cimento e começámos a construir a nossa Quinta. Sim, é uma Quinta e tem um poço e até animais.Tijolo a tijolo a nossa Quinta vai crescendo! É preciso muito trabalho de equipa porque isto da Construção Civil é trabalho pesado!E quando quisermos "mudar de casa" basta pôr esta dentro de água e ficamos com tijolos para construir outra vez! Quando a nossa Quinta estiver pronta estão convidados para uma "visita", fica combinado!

O prazer de cuidar, ver crescer, cozinhar e partilhar

Na nossa horta nós aprendemos a prever, a planear, a observar, a regar e a cuidar, a medir, a contar, a pesquisar, a partilhar, a cooperar... 



(A semear alfaces e couves com um avô.)

(Sensibilização para proteger a horta.)

(Colheita de feijão verde e outros legumes para a nossa sopa.)

 (Cabaz da nossa horta para oferecer ao nossos amigos e parceiros educativos da Junta de Freguesia)

(As batatinhas assadas que estavam uma delícia!)
E na horta há sempre muito para fazer e aprender. E é tão bom!!! (Tão bom que até nos esquecemos de fotografar.)

Yoga e Teatro

Os Girassóis semanalmente fazem prática de Yoga Integral. Atravessamos a estrada do nosso JI e lá estamos nós, numa sala gentilmente cedida por um nosso amigo, a mergulhar no Planeta Mágico dos Animais do Yoga. 


O Yoga também faz parte do nosso quotidiano no jardim de infância, revela-se na forma como nos relacionamos com os outros e com a natureza. E agora também na nossa relação com as Artes. Após uma ida ao teatro, resolvemos fazer a nossa própria peça de teatro, criámos diálogos, escolhemos espaços, adereços e músicas. 

Criámos e recriámos as posturas que conhecemos do yoga, interpretámos pequenas sequências de movimentos de forma adequada e adequada a cada personagem e à temática. 

Estivemos a explorar o conceito de yoga-teatro. 

Convidámos os colegas das outras salas e apresentámos o nosso espetáculo. 

Brevemente iremos apresentá-lo numa sala de teatro, perto de nós. Mais um passo nesta experiência que nos leva a ter mais interesse pelo yoga, pelo teatro e a utilizar progressiv…