Avançar para o conteúdo principal

breves pinceladas de cor

Não consegui ficar mais tempo longe e dei cá um saltinho.

O Carnaval trouxe alegria e aprendizagens com doutores e enfermeiros, mas também novas oportunidades de aprendizagem que se estenderam à área de faz-de-conta. O número de partos medicamente assistidos disparou e com este aumento de natalidade, o ME terá de aumentar também o número de salas de Educação Pré-escolar aqui por estes lados.

A Primavera vai-se fazendo sentir, apesar das nuvens e aguaceiros. Minhocas e lagartas andam por aqui, as borboletas vão aparecendo e até um burrinho simpático nos veio visitar.


Claro que a lembrança para o Pai também não foi esquecida e, quisemos oferecer-lhe um quadro. Neste processo ficámos a conhecer telas e pintores. Paul Klee "entrou" na sala e inspira muitas crianças, mas para o Pai há que ser original e nenhum deles deixou de o ser.


Por aqui continuamos, apesar das cores desmaiadas deste jardim, a tentar viver e sentir a Educação de Infância.

Comentários

Ofélia disse…
É preciso não desistir e o Jardim das Cores pode ajudar.
Visite-me em http://brincarnacarapinheira.blogspot.com/

Ofélia
Olá Rute!

Que boa surpresa... notícias coloridas outra vez!

Não me parece que as coisas andem nada"desmaiadas" aí nesse jardim...

Vá, ânimo, para que a Primavera o encha outra vez!

Bjs, Juca e Sala Fixe
sala5 disse…
Olá!
Fico contente por não teres conseguido ficar longe!!!
Beijinhos
Que bom ver-te de novo por cá!
Por favor não nos abandones que fazes muita falta!
Joana disse…
Que bom voltar aqui! As vezes precisamos de nos afastar uns tempos para ganhar novas cores!
Por falar em Paul Klee, deixo aqui o link para o creaviva (http://www.creaviva-zpk.org/en), espaço de criação do centro Paul Klee em Berna, na Suiça. Vale a pena!
rosarinho disse…
Olá:)
Os quadros devem ter ficado especiais!um beijinho de uma amiga virtual, mas parceira nestas partilhas e aprendizagens,
Rosarinho
Passámos só para desejar uma boa Páscoa
Luz e estrelinhas
Olá colega! Também sou educadora e apreciei imenso a sensibilidade que expressa nas publicações do seu blog! deixo-lhe o meu para podermos partilhar aventuras: http://urgentesercrianca.blogspot.com/
Até breve! :-)

Mensagens populares deste blogue

Mãos à Obra!!!

Quando o pai da I. esteve a explicar-nos "como se fazem casas" (post anterior) ofereceu-nos um presente! Vejam só...
Os tijolos, as telhas... tudo em miniatura mas em tijolo! O "cimento", a pá de pedreiro... É o máximo, não acham? Agora só faltava pôr "MÃOS À OBRA"! Foi o que fizémos! Depois de misturar o pó com a água ficámos com cimento e começámos a construir a nossa Quinta. Sim, é uma Quinta e tem um poço e até animais.Tijolo a tijolo a nossa Quinta vai crescendo! É preciso muito trabalho de equipa porque isto da Construção Civil é trabalho pesado!E quando quisermos "mudar de casa" basta pôr esta dentro de água e ficamos com tijolos para construir outra vez! Quando a nossa Quinta estiver pronta estão convidados para uma "visita", fica combinado!

O prazer de cuidar, ver crescer, cozinhar e partilhar

Na nossa horta nós aprendemos a prever, a planear, a observar, a regar e a cuidar, a medir, a contar, a pesquisar, a partilhar, a cooperar... 



(A semear alfaces e couves com um avô.)

(Sensibilização para proteger a horta.)

(Colheita de feijão verde e outros legumes para a nossa sopa.)

 (Cabaz da nossa horta para oferecer ao nossos amigos e parceiros educativos da Junta de Freguesia)

(As batatinhas assadas que estavam uma delícia!)
E na horta há sempre muito para fazer e aprender. E é tão bom!!! (Tão bom que até nos esquecemos de fotografar.)

Yoga e Teatro

Os Girassóis semanalmente fazem prática de Yoga Integral. Atravessamos a estrada do nosso JI e lá estamos nós, numa sala gentilmente cedida por um nosso amigo, a mergulhar no Planeta Mágico dos Animais do Yoga. 


O Yoga também faz parte do nosso quotidiano no jardim de infância, revela-se na forma como nos relacionamos com os outros e com a natureza. E agora também na nossa relação com as Artes. Após uma ida ao teatro, resolvemos fazer a nossa própria peça de teatro, criámos diálogos, escolhemos espaços, adereços e músicas. 

Criámos e recriámos as posturas que conhecemos do yoga, interpretámos pequenas sequências de movimentos de forma adequada e adequada a cada personagem e à temática. 

Estivemos a explorar o conceito de yoga-teatro. 

Convidámos os colegas das outras salas e apresentámos o nosso espetáculo. 

Brevemente iremos apresentá-lo numa sala de teatro, perto de nós. Mais um passo nesta experiência que nos leva a ter mais interesse pelo yoga, pelo teatro e a utilizar progressiv…